Filha do prefeito de Congonhas pede respeito

Logo após o episódio que culminou em ataques verbais ao prefeito de

Comerciantes foram até a casa do prefeito gritando palavras de ordem e exigindo abertura do comércio

Congonhas, José de Freitas Cordeiro, o Zelinho, de 68 anos, a filha dele postou uma mensagem nas redes sociais.

Entre a indignação e a revolta, Raquel Schwab, pediu respeito e trouxe um ponto de vista mais amplo sobre o caso.

Leia a nota na íntegra:

Sobre a manifestação que ocorreu hoje na porta da minha casa, acho que alguns pontos devem ser esclarecidos e expostos aqui para não deixar a interpretação das pessoas apenas a cargo dos vídeos que já estão sendo repassados na internet.

Primeiramente, de acordo com a PM, a manifestação estava combinada de ser realizada na frente da prefeitura, mas que no último momento foi realizado uma carreata com buzinas, seguido de uma AGLOMERAÇÃO de pessoas na porta da minha casa, em sua grande maioria filmando, tocando a campainha incansavelmente (até termos que desligar) e por fim ainda pregaram cartazes no vidro da frente.

Segundo que quando meu pai chegou para o diálogo, não havia UM representante que pudesse conversar de forma amistosa e com propostas (inclusive até o momento não foi proposta nenhum tipo de reunião diretamente com o prefeito através de um representante). Os manifestantes estavam muito exaltados (vide os vídeos) de forma que eu e minha mãe que estávamos sozinhas ficamos com medo de algum tipo de ataque físico, foi aí então que acionamos a PM.

Deixo claro que defendo a democracia e a manifestação seja ela a qual ideal defender. Mas não admitimos falta de respeito com a nossa família e com a nossa intimidade. Não admitimos sermos expostos e violentados na porta da nossa casa com falas agressivas e através de um movimento desorganizado e que não propôs o diálogo, apenas agressividade, aglomeração e falta de argumentos coerentes.

Não vou entrar no mérito do o que é mais importante, economia ou a vida porque não quero abrir portas pra essa discussão, visto que esse post é para mostrar minha indignação e meu medo diante dessa situação.

Informo também que se houver qualquer indício de manifestação na PORTA DA MINHA CASA eu irei acionar a PM imediatamente.

Desculpe, mas não tenho sangue de barata.

Comentários

PortalLafaiete.com.br Política de Comentários

Use e abuse do espaço, mas lembre-se de todas as regras antes de participar!

Por favor leia nossa política de comentários antes de comentar.

Participe da discussão...