Historiador publica biografia inédita sobre importante médico congonhense

Revelar a história e os feitos de ilustres congonhenses. Esta tem sido a nobre missão do historiador Paulo Henrique de Lima Pereira, que após registrar em livro a trajetória do poeta e jornalista Djalma Andrade, agora, depois de uma longa pesquisa, resgata a biografia de Antônio Américo de Urzedo (1786/1863), um ilustre médico desconhecido pela historiografia mineira. O lançamento da obra Urzedo e a medicina no Brasil Imperial - O pioneirismo de um congonhense, será no dia 17 de agosto, às 18h30, no Auditório da Câmara Municipal de Congonhas.

Urzedo tinha dez anos quando Aleijadinho começou a esculpir em cedro as imagens da Paixão de Cristo. Estudou em Congonhas e ingressou no colégio dos Osórios, em Mariana. Tornou-se cirurgião dos Dragões de Vila Rica de Ouro Preto e atuou nos sertões mineiros. Entrou na escola de medicina criada por Dom João VI no Rio e teve papel expressivo na vida nacional, durante a independência, o turbulento reinado de Pedro I, a ascensão de Pedro II e a consolidação do Império. Catedrático de Patologia Cirúrgica da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e membro fundador da Academia Imperial de Medicina, foi o introdutor na mamadeira no Brasil, na época chamada “aleitamento artificial”. Dentre os seus pacientes, atendeu personalidades como o Imperador Dom Pedro I e a Imperatriz Leopoldina.

A apresentação da obra é assinada pelo ex-secretário de Cultura de Minas Gerais, Angelo Oswaldo de Araújo Santos, membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) e da Academia Mineira de Letras (AML); prefácio de Ozório Couto, do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG) e da Academia de Letras João Guimarães Rosa da Polícia Militar de Minas Gerais; posfácio de Wolmar Olympio Nogueira Borges, do IHGMG; e texto de orelha por Daniel Antunes Júnior, do IHGB e IHGMG.

"Paulo Henrique de Lima Pereira é insaciável pesquisador. E tem fôlego incansável, quando se trata de levantar tudo que diga respeito a sua cidade ancestral, Congonhas. Por toda parte, investiga dados históricos sobre a evolução do núcleo urbano no qual Antônio Francisco Lisboa, Aleijadinho, inscreveu sua obra máxima, ao esculpir os profetas em pedra sabão e a Via Crucis em cedro policromado por Manuel da Costa Ataíde. Interessa, para ele, fundamentalmente, a legião de congonhenses que deixaram obra singular em Minas Gerais e no Brasil", escreve Angelo Oswaldo.

Além da saga de Urzedo, reveladora de um pioneirismo notável, a obra  ainda revela fatos pouco conhecidos pelos congonhenses como a visita do Imperador Dom Pedro I e da Imperatriz dona Amélia ao Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, em 1831.

Urzedo e a medicina no Brasil Imperial é a segunda obra publicada do historiador Paulo Henrique de Lima Pereira. Em 2016, Paulo Henrique lançou a obra de referência Venenos adocicados: a trajetória do poeta e jornalista Djalma Andrade, que foi elogiada pelos críticos como o historiador Fernando Jorge, um dos maiores biógrafos brasileiros. Além disso, o historiador é membro da Academia de Ciências, Letras e Artes de Congonhas (ACLAC) e da Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafayette (ACLCL).

“Gosto de pesquisar fatos e personagens congonhenses desconhecidos pela maioria da população. Meu objetivo é mostrar que, além de Aleijadinho e suas obras artísticas, Congonhas tem muita história para contar e recontar. Sendo assim, apresentar a vida de Antônio Américo de Urzedo não é algo importante só para mim como historiador, mas para a historiografia mineira, justamente por ser um personagem praticamente desconhecido. Não existe em Congonhas nenhuma escola, avenida ou repartição pública com o nome deste filho tão ilustre. Por isso, meu desejo é que Urzedo seja conhecido, amado e valorizado. Ele é um exemplo para seus conterrâneos, pois sua vida foi permeada de valores éticos, morais e patrióticos, sempre voltados para o bem comum", explica o historiador.

Serviço:
Evento: Lançamento do livro Urzedo e a medicina no Brasil Imperial - O pioneirismo de um congonhense - Paulo Henrique de Lima Pereira
Data: 17 de agosto de 2019.
Horário: 18h30.
Local: Auditório da Câmara Municipal de Congonhas (Rua Dr. Pacífico Homem Júnior, n. 82, Centro).

Comentários

PortalLafaiete.com.br Política de Comentários

Use e abuse do espaço, mas lembre-se de todas as regras antes de participar!

Por favor leia nossa política de comentários antes de comentar.

Participe da discussão...