Morre Silmar, o popular Tindico e Lafaiete fica mais triste

O Carnaval, os festivais de congado e quase todas as manifestações culturais não serão mais os mesmos em Conselheiro Lafaiete.

A cidade perdeu na noite desta quinta-feira, 29/08, um de seus grandes personagens urbanos.

Silmar Raimundo de Andrade, o popular “Tindico”, morreu aos 53 anos. Ele passava por problemas de saúde chegando a ficar vários dias internado em Barbacena.

Ele teve alta, foi para casa, mas acabou sofrendo um AVC (Acidente Vascular Cerebral) sendo internado no Hospital São Camilo, em Conselheiro Lafaiete onde veio a falecer.

Em sua trajetória de vida, passou por alguns momentos difíceis. Se refez. Se reinventou. Como poucos conseguem fazer.

Tindico

Alegre, com um sorriso largo, Silmar adorava participar do Carnaval de rua da cidade, tendo inclusive participado de vários blocos e da Escola de Samba Engole Ele.

Outra paixão de Silmar era o congado. Apesar de não fazer parte das guardas de congado, ele gostava de se trajar como congadeiro para prestigiar os festivais organizados pela Prefeitura. Cantava e dançava junto às bandas de Congado durante as apresentações.

A sua religiosidade também era demonstrada com a presença nas festas nas igrejas da cidade. Gostava de acompanhar as procissões, principalmente durante a Semana Santa. Silmar era torcedor do Cruzeiro e sempre que o time ganhava, ele pendurava a bandeira azul e branca na janela de sua casa no bairro Sagrado Coração de Jesus.

Outro time do coração era o Aimoré de Conselheiro Lafaiete e sempre que podia, Silmar estava no campo acompanhando os jogos do alvinegro da Chapada. Ele era solteiro e não tinha filhos.

Comoção

Nas redes sociais, centenas de pessoas lamentaram a morte de Silmar. O secretário de Cultura, Geraldo Lafayette lamentou a morte de Silmar e o classificou como uma figura popular da cidade.

Silmar ao lado de congadeiros e do prefeito Mário Marcus durante o Festival de Congado

Geraldo Lafayette destacou a participação de Silmar nas festas da cidade e principalmente nos festivais de Congado organizados. “Ele não fazia parte de nenhuma banda de Congado, mas abria caminho para as guardas nos festivais”, disse o secretário em entrevista à Rádio Carijós.

Sepultamento

O corpo de Silmar está sendo velado no Velório São Jorge em Lafaiete e o enterro está marcado para às 16 horas, desta sexta-feira, 30/08, no Cemitério Nossa Senhora da Conceição, também em Lafaiete.

Comentários

PortalLafaiete.com.br Política de Comentários

Use e abuse do espaço, mas lembre-se de todas as regras antes de participar!

Por favor leia nossa política de comentários antes de comentar.

Participe da discussão...