Mostra Literária (Será que eu mereço tanto?!)

Por: Marcelo Pereira Rodrigues (MPR)

Nas minhas viagens, uma das atrações a que me permito é a visita a museus e casas de escritores, incluindo aí algumas mostras e exposições. Pois bem, em Paris tive o privilégio de visitar os jardins da casa de Honoré de Balzac (infelizmente, a casa, que estava em reformas, reabriria um dia após a minha volta), o que me deixou um pouco decepcionado, mas deu para dar uma espiada pelas janelas de vidro e me emocionar com o estilo de vida simples do autor de “As Ilusões Perdidas”. Permaneci por mais de hora no seu agradável jardim. Ainda na capital francesa, sentei-me no Café de Flore, ponto de encontro dos escritores existencialistas franceses, tais Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Albert Camus (embora ele preferisse ser chamado o “Filósofo do Absurdo”) e do pintor Pablo Picasso. Em Lisboa, emocionei-me visitando a Fundação José Saramago e uma mostra de Fernando Pessoa em um restaurante quase em frente ao Rio Tejo. Na América do Sul, visitei a casa de Pablo Picasso em Santiago do Chile, onde morava com a sua amada “Descabelada” (daí o nome La Chascona). Ainda hoje, tomo café com leite numa xícara adquirida no local; frequentei o centro cultural Jorge Luis Borges em Buenos Aires e frequentei o Café Brasilero em Montevidéu, lugar frequentado por Juan Carlos Onetti. Mas foi em Lima, Peru, visitando a Casa de la Literatura Peruana, antiga estação de trem, que vi uma mostra do Prêmio Nobel de Literatura, Mario Vargas Llosa, o grande orgulho dos peruanos e isso me deu uma antevisão. E uma dúvida: será que um dia eu teria uma mostra da minha carreira literária?

Isso em dezembro último. Mas a pergunta não se transformou em nenhuma obsessão, pois entendo uma mostra como uma homenagem e ela não pode ser arvorada pelo próprio escritor. Mas eis que a minha agente literária na Costa Rica, Rosimeire Silvano, me comunicou que haveria uma mostra literária com o meu trabalho em Heredia, naquele país. Fiquei surpreso e muito orgulhoso, pois nunca havia manifestado este desejo a ninguém. Da mesma forma que sempre visitei mostras de grandes escritores, no próximo dia 20 de agosto as pessoas daquela cidade terão a oportunidade de visitarem uma mostra minha. Será que eu mereço tanto? Revelo aqui alguns bastidores: guardo todo o acervo de entrevistas concedidas, fotos de todos os lançamentos de meus livros, de palestras, vídeos etc. Tenho um acervo considerável. Coube a mim passar uma parte desse acervo a Rosimeire para a exposição. Aí revelo uma característica minha: como trabalho bastante e estou sempre envolvido com o presente, não sou muito saudosista e nem fico massageando o próprio umbigo. Mas, para fazer a seleção de fotos, matérias e pensamentos meus, levei quase uma semana. Foi quando percebi o óbvio: como sou feliz ao ser reconhecido como um escritor profissional e que cativa leitores ao redor do mundo. Claro, não tenho a pretensão de ser universal e nem abarcar o todo (o mundo é muito grande para abraçá-lo).

Coloco-me no lugar das pessoas que irão visitar a Mostra Marcelo Pereira Rodrigues. Serei cada um de vocês que terão a oportunidade de verem os meus livros, os meus pensamentos, alguns bastidores nunca revelados etc. Como sempre estive do outro lado da equação, será engraçado saber da repercussão desta exposição no dia 20 de agosto, um presente duplo, uma vez que coincide com o meu aniversário de 45 anos. Quis o destino (certamente o acaso) que a minha primeira Mostra se desse em Heredia, na longínqua Costa Rica, país e cidade, mais San José, que me proporcionaram muitas alegrias. Aos amigos daí, não vejo a hora de estar presente (não tive a felicidade de visitar o país ainda), mesmo meus livros tendo sido atração da Feira Internacional do Livro da Costa Rica neste ano. Sob risco de cometer injustiças, não nomearei as pessoas que me ajudam aí, mais os muitos leitores já cativados. É com profundo senso de responsabilidade e até certo orgulho profissional (não pessoal, não sou vaidoso a esse ponto) que me despeço, antecipando agradecimentos por me permitirem essa conexão além oceanos. Espero que curtam a minha Mostra, que terá o propósito de ser simples, apesar do suntuoso local escolhido, mas é de coração.

Aos costarriquenhos, espero vê-los pessoalmente em breve...   

Comentários

PortalLafaiete.com.br Política de Comentários

Use e abuse do espaço, mas lembre-se de todas as regras antes de participar!

Por favor leia nossa política de comentários antes de comentar.

Participe da discussão...