Mulher será investigada em Lafaiete por suspeita de exercer ilegalmente a profissão de médica veterinária

Uma mulher foi conduzida para a Delegacia de Polícia de Conselheiro Lafaiete neste sábado, 22/06, suspeita de exercer a profissão de médica veterinária sem formação acadêmica.

A Polícia Civil recebeu denúncia anônima de que ela estaria fazendo exercício ilegal da profissão.

Material apreendido

Com a chegada da polícia na clínica, onde também funciona um canil, no bairro São Judas Tadeu, uma pessoa que havia levado um animal para ser vacinado, relatou não saber que a mulher não era veterinária, e exigiu o dinheiro de volta, R$ 50 reais. A mulher também havia receitado antibiótico e xampu para o cão, vendendo o antibiótico a 10 reais.

A responsável pelo canil, J.A.S.N., que foi levada para a delegacia, terá que apresentar todos os documentos dos animais e atestados de saúde, assinados por um médico veterinário, na segunda-feira, no Centro de Controle de Zoonoses. Caso não apresente, os animais poderão ser recolhidos.

Os policiais recolheram no local, vários documentos como cartões de vacina já preenchidos e assinados, contratos de compra e venda de filhotes, notas fiscais de distribuidoras de produtos veterinários, certificado de curso online e vacinas.

Na delegacia, a suspeita admitiu aos policiais que não é médica veterinária e que fez um curso online de ortopedia veterinária.

Adoção

Entidades de proteção animal recomendam as pessoas para que não comprem animais e façam adoção. Ao fazer adoção é necessário também saber a procedência do animal para evitar eventuais transtornos.

1 Comentário

PortalLafaiete.com.br Política de Comentários

Use e abuse do espaço, mas lembre-se de todas as regras antes de participar!

Por favor leia nossa política de comentários antes de comentar.

  1. Valéria Souza disse:

    É um absurdo como as pessoas tem visado o dinheiro e colocado em risco a vida dos animais. Quantos não terão sofrido e até perdido a vida por causa da irresponsabilidade dessas pessoas. Tenho pena das pessoas enganadas e dos animais vitimas desse tipo de gente. Que sejam punidos no rigor da lei.

Participe da discussão...