Não consigo imaginar o futuro perante tanta banalidade

Não tenho compreendido bem o ser humano, ou melhor o quanto esses têm se digladiado até consigo mesmos, lutas internas e externas vêm acontecendo constantemente, cada um querendo mais comando que o outro, sempre em busca de um poder e consequentemente de bens materiais e contas abarrotadas de dinheiro.

Sentimento, caráter, respeito, cordialidade e qualquer outro sentimento positivo e “humano” parece estar sendo descartado, em prol do próprio umbigo. Que loucura é essa, meu Deus?!

Tragédias coletivas viraram rotina, progenitores matando suas crias e vice-versa se tornou algo normal, amantes descartam seus “amores” com uma facilidade pavorosa, cansam dos seus parceiros, se incomodam com a existência deles, os matam com requintes de crueldade, simples assim.

Até dentro das entidades mais sagradas, que se dizem representantes de Deus, andam acontecendo situações absurdas, estupros, violências, desrespeitos inadmissíveis.

Me preocupo por ver tanto ódio sendo disseminado, tanta gente perdida e sem objetivos concretos, ao invés de buscarem trabalhar sua espiritualidade e a bondade, que pela lógica deveriam ser natas em cada ser humano.

Não consigo imaginar o futuro perante tanta banalidade do errado e do desprezo pelo seu semelhante, creio que será um desastre, se é que teremos futuro...

Aquele abraço!

Soraya Franco.

O cavalheirismo é sempre bem vindo e tem seu toque de elegância, não deve sair de moda nunca.

Homens devem sim, puxar a cadeira para uma mulher se sentar, se levantar sempre que esta se levantar, abrir a porta do carro e aguardar que a mulher se acomode para fechá-la. Também é de bom tom dar passagem para ela em primeiro lugar, descer escadas à sua frente e ao subir também deixa-la ir à frente, caso tropece, o homem deve estar ali para apoiá-la.

Em locais com mais pessoas, acompanha-la até a porta do toilette e aguardar para acompanha-la de volta ao lugar que estavam.

E, ao transitar na calçada em companhia dela, é importante deixa-la sempre do lado de dentro, protegendo-a da rua.

No que se refere à moda masculina, o “politicamente  correto”, aquele tipo todo certinho já não faz parte do guarda-roupa, o segredo é misturar moda casual com a esportiva, que garante uma modernidade ao estilo.

Camisas, calças, bonés e bermudas devem evitar estampas chamativas ou exageradas demais, o ideal é tê-los em cores mais suaves.

Evite o vermelho ou cores vibrantes, pois estas só valorizam o tórax, daí é interessante usar cores mais suaves que valorizam todo o corpo. O que vale também para as cores das calças, claras valorizam mais o corpo e são um toque de elegância no vestuário masculino.

Os jeans, sempre atuais, deixam qualquer homem com ar de modernidade, porém é bacana que as pernas sejam mais ajustadas ou retas e que as bainhas não fiquem sobrando em exagero.

Você pode perfeitamente pedir emprestado o celular de terceiros:  pai, mãe, irmão, primo, marido, filho, amigo, colega, etc e tal, se necessário para um telefonema ou uma mensagem que você precise enviar com urgência e você não dispuser do seu próprio no momento. Até aí, tudo bem, acontece.

O que não pode, ou melhor não deve, é você usar e abusar, demorar na ligação excessivamente ou fuçar no aparelho de quem lhe emprestou, isso é falta de respeito.

Agora se você acha que nessa vida você pode tudo, quem sou eu para dizer que não. Mas, francamente, eu acho que não deve...

Comentários

PortalLafaiete.com.br Política de Comentários

Use e abuse do espaço, mas lembre-se de todas as regras antes de participar!

Por favor leia nossa política de comentários antes de comentar.

Participe da discussão...