Prefeitura de Congonhas e entidades alinham medidas de funcionamento de atividades comerciais

A Prefeitura por meio das secretarias municipais de Saúde e Gestão Urbana, se reuniu, na sexta-feira, 17/07, com representantes da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Congonhas; e com Sindicato do Comércio de Congonhas (Sindcomércio) para alinhar e esclarecer dúvidas referentes ao Plano Minas Consciente. As diretrizes do programa estadual foram implementadas no município no início desta semana, atendendo à decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Em Congonhas, assim como em toda a região Macro Centro-Sul de Saúde de Minas Gerais, estão autorizadas a funcionar as atividades econômicas previstas pelas ondas Verde e Branca. Confira aqui quais são elas. Durante a reunião, foram definidas as condutas a serem adotadas para delivery e pagamento de crediário. O delivery, sistema de entrega em domicílio, pode ser adotado. Somente os segmentos da área de alimentação podem fornecer, ainda, a opção para a retirada do produto no local. Não é permitido o consumo dentro do estabelecimento. Além disso, os comerciantes devem manter as portas fechadas e estarem atentos ao número de funcionários dentro do imóvel.

Não será permitida a ida de clientes até o estabelecimento para pagamento de crediário, ficando a cargo dos comerciantes encontrar alternativas para o recebimento. Equipes de fiscalização, formadas por agentes da Vigilância Sanitária, por fiscais de Obras e Posturas e pela Guarda Municipal já estão orientando comerciantes sobre os protocolos que devem ser seguidos conforme o Minas Consciente.

Participaram da reunião o secretário de Saúde, Rafael Geraldo Cordeiro; a secretária adjunta da pasta, Célia Maria Coelho; o coordenador do Centro de Operações de Emergência Municipal (COE), Wesley Rodrigues; o coordenador da Vigilância Sanitária, Alexandre Seabra Jr.; o fiscal de Obras e Posturas, Marcos Afonso Pereira; o presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Congonhas, Wilson Dutra; e o presidente do Sindcomércio, José Geraldo (Totó).

O presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Congonhas, Wilson Dutra, destacou que o principal objetivo da reunião foi de discutir medidas para minimizar os impactos gerados aos comerciantes e à classe empresarial. “Mas também discutir medidas para continuarmos preservando as vidas e a saúde de todos. Damos ênfase na situação econômica, mas também não podemos desconsiderar as medidas que são necessárias para prevenção das vidas”, completou.

“Por livre e espontânea pressão, toda cidade vai entrar no Minas Consciente. Não tem jeito de sair fora. Infelizmente, a pandemia é uma coisa nova e o mundo inteiro está em fase de adaptação. A reunião foi boa porque vamos tentar lapidar um caminho a seguir”, disse o presidente do Sindcomércio, José Geraldo (Totó).

Comentários

PortalLafaiete.com.br Política de Comentários

Use e abuse do espaço, mas lembre-se de todas as regras antes de participar!

Por favor leia nossa política de comentários antes de comentar.

Participe da discussão...